jusbrasil.com.br
28 de Outubro de 2020
    Adicione tópicos

    Justiça Federal remete relatório sobre deputado Luiz Argôlo ao STF

    Despacho foi feito nesta sexta-feira (16) pela Justiça Federal no Paraná.Polícia Federal investigou ligações do deputado com Alberto Youssef.

    Publicado por G1 - Globo.com
    há 6 anos

    A Justiça Federal no Paraná remeteu ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta sexta-feira (16) um relatório da Polícia Federal (PF) sobre o monitoramento das conversas do deputado federal Luiz Argôlo (SDD-BA) com o doleiro Alberto Youssef. O despacho é assinado pelo juiz Sergio Fernando Moro, que observou ser competência do Supremo a análise sobre investigações envolvendo deputado federal.

    Youssef é suspeito de chefiar uma quadrilha de lavagem de dinheiro que teria movimentado R$ 10 bilhões, segundo investigações da Operação Lava Jato, da PF. Foram analisadas 1.411 mensagens de celular entre ele e Argôlo, de setembro do ano passado a março deste ano. Segundo a PF, a linha usada pertence à Câmara dos Deputados.

    Os dados foram apurados, segundo o juiz, com base em interceptação telefônica realizada...

    Ver notícia na íntegra em G1 - Globo.com

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)